Glória do desporto nacional!

Oh, Internacional

Que eu vivo a exaltar

Levas a plagas distantes

Feitos relevantes

Vives a brilhar

Correm os anos, surge o amanhã

Radioso de luz, varonil

Segue a tua senda de vitórias

Colorado das glórias

Orgulho do Brasil

sexta-feira, 27 de junho de 2014

Em clima de Copa do Mundo: Valdomiro Vaz Franco

Valdomiro Vaz Franco é o jogador com maior número de partidas pelo Sport Club Internacional, além de ser o único jogador a conquistar o octacampeonato gaúcho. Natural de Criciúma, Valdomiro nasceu em 17 de fevereiro de 1946 e iniciou a carreira no Comerciário, Clube de sua cidade natal. Chegou ao Inter em 1967, aos 21 anos, e fez história em sua trajetória pelo Clube do Povo. Abaixo suas fichas no Sport Club Internacional e na Federação Gaucha de Futebol:

Fonte: Departamento de Futebol

Fonte: Departamento de Futebol

Fonte: Departamento de Futebol

Mesmo com algumas dúvidas por parte da torcida, Valdomiro mostrou sua técnica e comprometimento com o Inter logo no início. O ponta direita foi fundamental nas conquistas do Sport Club Internacional na década de 70, tendo participação ativa nos gols que renderam as conquistas dos Campeonatos Brasileiros de 1975 e 1976.  
Fonte: Sport Club Internacional

Fonte: Sport Club Internacional

Valdomiro jogou pelo Inter até 1980, passando então a atuar pela equipe colombiana Millionarios. Regressou ao Clube em 1982, onde encerrou sua carreira, aos 36 anos. Suas conquistas pelo Inter foram as seguintes: Campeonato Gaúcho (1969, 1970, 1971, 1972, 1973, 1974, 1975, 1976, 1978, 1982) e Campeonato Brasileiro (1975, 1976 e 1979). 

Fonte: Sport Club Internacional

Valdomiro também marcou sua presença atuando pela Seleção Brasileira. Na Copa de 1974 marcou o gol que foi responsável pela classificação da Seleção para a segunda fase da competição, na vitória de 3 x 0 sobre o Zaire. O Brasil precisava vencer por três gols de diferença para seguir adiante, e o gol só saiu aos 34 minutos do segundo tempo, em um chute sem ângulo de Valdomiro, que contou com a ajuda de uma falha do goleiro do Zaire. 

Fonte: Sport Club Internacional

Sem estatísticas oficiais sobre o feito, estima-se que Valdomiro tenha vestido a camisa do Sport Club Internacional em 803 jogos oficiais. Para saber mais sobre esse talentoso atleta, clique aqui.

As postagens Em clima de Copa do Mundo são possíveis graças as pesquisas realizadas pela Equipe de Pesquisa do Museu do Sport Club Internacional Ruy Tedesco, e a colaboração entre o Arquivo Histórico e o Departamento de Futebol. A documentação apresenta a ligação do atleta com o Sport Club Internacional, e mostra como os jogadores eram quando passaram pelo Clube. 

Em breve novas postagens sobre os jogadores que atuaram pelo Sport Club Internacional e que também disputaram Copas do Mundo pelas seleções de seus países. Gostou do post? Deixe um comentário para nós!

Texto:
Aline Duarte 
Arquivista
Arquivo Histórico do Sport Club Internacional

Colaboração:
Yzara Menegaz 
Arquivista
Arquivo Histórico do Sport Club Internacional

Fagner Dornelles de Souza
Equipe de Pesquisa Histórica
Museu do Sport Club Internacional Ruy Tedesco

terça-feira, 24 de junho de 2014

Em clima de Copa do Mundo: Atletas da década de 50

Dando continuidade as postagens Em clima de Copa do Mundo, hoje apresentamos a documentação de quatro atletas do Sport Club Internacional que defenderam a Seleção Brasileira na década de 50: Adãozinho (1950), Nena (1950), Paulinho (1954) e Oreco (1958). 

Adãozinho

Natural de Porto Alegre, Adão Nunes Dornelles nasceu em 02 de abril de 1923. Sua carreira teve início em 1938, jogando em um time de várzea de Porto Alegre. Em 1944 assumiu a posição de centroavante no Sport Club Internacional, e ocupou-a até 1950. Era titular do "Rolo Compressor" colorado, e uma das principais estrelas do time. Pelo Inter conquistou os seguintes títulos: Campeonato Citadino e Campeonato Gaúcho (1944, 1945, 1947, 1948 e 1950). Abaixo um dos seus contratos federativos:

Fonte: Departamento de Futebol


Fonte: Sport Club Internacional

Já pela Seleção Brasileira disputou apenas duas partidas oficiais: Brasil x Uruguai, em 4 de abril de 1947 e Brasil x Uruguai, em 11 de abril de 1948. Foi convocado para a Copa de 50, mas acabou não disputando nenhuma das partidas.

Fonte: Brasil Nas Copas, ZH publicações.

Adãozinho faleceu em 30 de agosto de 1991, aos 66 anos de idade.

Nena

Olavo Rodrigues Barbosa nasceu em 11 de junho de 1924, em Porto Alegre. Assim como Adãozinho, começou a carreira jogando na várzea da capital e aos 18 anos foi para o Internacional. Sua estreia com a camisa do Inter foi em 1942, em uma partida contra o São José. Nena era zagueiro titular do "Rolo Compressor", e conquistou os Campeonatos Citadinos e Campeonatos Gaúchos de 1942, 1943, 1944, 1945, 1947, 1948, 1950 e 1951. Deixou o Sport Club Internacional em 1951. 

Fonte: Sport Club Internacional

Pela Seleção Brasileira disputou seis jogos, sendo convocado para a Copa do Mundo de 1951. Apesar da convocação, Nena acabou assistindo os jogos da Copa no banco de reservas.

Nena faleceu em 17 de novembro de 2010, em Goiânia. Para saber mais sobre o atleta, clique aqui.

Paulinho

Paulinho Almeida, Capitão Piranha, Paulinho, esses são alguns dos nomes pelos quais Paulo de Almeida Ribeiro é lembrado. Natural de Porto Alegre, nasceu no dia 15 de abril de 1932 e atuou no Sport Club Internacional entre 1951 e 1954. Nesse período conquistou os Campeonatos Citadino e Gaúcho em 1951, 1952 e 1953. Abaixo seu contrato com a Confederação Brasileira de Desportos, mostrando seu vínculo com o Sport Club Internacional.

Fonte: Departamento de Futebol

Pela Seleção Brasileira de Futebol disputou nove partidas, sendo campeão da Copa de Mundo de 1954 como reserva de Djalma Santos. Não foi convocado para a Copa de 1958 pois sofreu uma fratura na perna no início daquele ano. 

Fonte: Sport Club Internacional

Paulinho deixou os gramados em 1965 e virou treinador. Faleceu em 11 de junho de 2007, em São Paulo. Para mais informações sobre o Capitão Piranha, clique aqui.

Oreco

Valdemar Rodrigues Martins atuou como lateral, zagueiro e centro-médio no Internacional. Natural de Santa Maria/RS, nasceu em 13 de junho de 1932. Começou a carreira no Internacional de Santa Maria, passando a atuar no Sport Club Internacional em 1950. Durante sete anos defendeu a camisa do Inter, conquistando os títulos do Campeonato Citadino e Campeonato Estadual em 1950, 1951, 1952, 1953 e 1955. Abaixo as fichas de identificação do atleta no Sport Club Internacional e na Federação Rio Grandense de Futebol:

Fonte: Departamento de Futebol

Fonte: Departamento de Futebol

Após a sequencia de títulos conquistados pelo Inter, Oreco foi convocado pela Seleção Brasileira para disputar o Pan-Americano de 1956. Mas em 1958 veio a sua maior conquista: o título da Copa do Mundo de Futebol. Mesmo atuando como reserva de Nílton Santos, Oreco é lembrado como um dos nomes daquela conquista. 

Fonte: Sport Club Internacional

Oreco encerrou a carreira em 1971 e faleceu em 3 de abril de 1985, na cidade de Ituverava.

As postagens Em clima de Copa do Mundo são possíveis graças as pesquisas realizadas pela Equipe de Pesquisa do Museu do Sport Club Internacional Ruy Tedesco, e a colaboração entre o Arquivo Histórico e o Departamento de Futebol. A documentação apresenta a ligação do atleta com o Sport Club Internacional, e mostra como os jogadores eram quando passaram pelo Clube. 

Em breve novas postagens sobre os jogadores que atuaram pelo Sport Club Internacional e que também disputaram Copas do Mundo pelas seleções de seus países. Gostou do post? Deixe um comentário para nós!


Texto:
Aline Duarte 
Arquivista
Arquivo Histórico do Sport Club Internacional

Colaboração:
Yzara Menegaz 
Arquivista
Arquivo Histórico do Sport Club Internacional

Fagner Dornelles de Souza
Equipe de Pesquisa Histórica
Museu do Sport Club Internacional Ruy Tedesco

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Em clima de Copa do Mundo: Mauro Geraldo Galvão e Cláudio Ibrahim Vaz Leal (Branco)

Em mais uma postagem "Em clima de Copa do Mundo", trazemos a vocês informações sobre dois jogadores que marcaram história na década de 80:  Mauro Geraldo Galvão e Cláudio Ibrahim Vaz Leal, o Branco. Abaixo temos a ficha de inscrição de Branco na Federação Gaúcha de Futebol:


Fonte: Departamento de Futebol.

Nascido em 04 de abril de 1964, natural de Bagé/RS, o lateral esquerdo jogou no Internacional em 1981 e novamente em 1995, tendo conquistado o Campeonato Gaúcho em 1981. Já pela Seleção Brasileira disputou três Copas do Mundo (1986, 1990 e 1994), sagrando-se campeão em 94, onde garantiu a classificação do Brasil para as semifinais após marcar o gol de desempate contra a Holanda. 

Títulos conquistados na carreira: 

Campeonato Carioca (1983, 1984 e 1985) - Fluminense 
Campeonato Brasileiro (1984) - Fluminense
Taça Guanabara (1983 e 1985) - Fluminense
Torneio de Seul (1984) - Fluminense
Torneio de Maceió (1994) - Fluminense
Copa Rio de Janeiro (1998) - Fluminense
Campeonato Gaúcho (1993) - Grêmio
Campeonato Português (1989–90) - Porto
Supertaça de Portugal (1989–90) - Porto
Taça José Maria Pedroto (1989–90) - Porto
Torneo di Viareggio (1989) - Porto
Itália Taça dos Alpes (1991) - Genoa
Taça Guanabara (1995) - Flamengo
Taça Maria Quitéria (1995) - Flamengo
Torneio Bicentenário da Austrália (1988) - Seleção Brasileira
Copa América (1989) - Seleção Brasileira
Copa Umbro (1995) - Seleção Brasileira

Abaixo temos a ficha de identificação do jogador Mauro Galvão no Sport Club Internacional:

Fonte: Departamento de Futebol

Natural de Porto Alegre, nascido em 19 de dezembro de 1961, Mauro Geraldo Galvão foi um dos principais zagueiros que passaram pelo Internacional. Por ser muito técnico, alguns treinadores resolveram utilizá-lo em outras funções: lateral esquerdo, volante, meia-armador, mas apesar disso suas principais conquistas foram como zagueiro. Pelo Inter conquistou o Campeonato Brasileiro invicto em 1979, logo em suas primeiras atuações como atleta profissional. Ainda conquistou os Campeonatos Gaúchos de 1981, 1982, 1983 e 1984. Pela Seleção Brasileira jogou as Copas do Mundo de 1986 e 1990.

Fonte: Sport Club Internacional


Títulos conquistados na carreira: 

Campeonato Carioca (1989) - Botafogo
Copa América (1989) - Seleção Brasileira
Campeonato Carioca  (1990) - Botafogo
Campeonato Brasileiro (1996) - Grêmio
Campeonato Brasileiro (1997) - Vasco
Copa do Brasil (1997) - Grêmio
Campeonato Carioca (1998) - Vasco
Taça Libertadores da América (1998) - Vasco
Copa Mercosul (2000) - Vasco
Campeonato Brasileiro (2000) - Vasco

Para saber mais sobre Mauro Galvão, clique aqui.

As postagens Em clima de Copa do Mundo são possíveis graças as pesquisas realizadas pela Equipe de Pesquisa do Museu do Sport Club Internacional Ruy Tedesco, e a colaboração entre o Arquivo Histórico e o Departamento de Futebol. A documentação apresenta a ligação do atleta com o Sport Club Internacional, e mostra como os jogadores eram quando passaram pelo Clube. 

Em breve novas postagens sobre os jogadores que atuaram pelo Sport Club Internacional e que também disputaram Copas do Mundo pelas seleções de seus países. Gostou do post? Deixe um comentário para nós!


Texto:
Aline Duarte 
Arquivista
Arquivo Histórico do Sport Club Internacional

Colaboração:
Yzara Menegaz 
Arquivista
Arquivo Histórico do Sport Club Internacional

Fagner Dornelles de Souza
Equipe de Pesquisa Histórica
Museu do Sport Club Internacional Ruy Tedesco

terça-feira, 17 de junho de 2014

Em clima de Copa do Mundo: Paulo Roberto Falcão

Com a confirmação do novo técnico, reeditamos esta postagem contando um pouco da história de um dos maiores ídolos da torcida colorada: Paulo Roberto Falcão.

Abaixo temos a ficha de inscrição de Falcão como atleta amador dSport Club Internacional, bem como a sua solicitação de registro na Confederação Brasileira de Desportos. 

Fonte: Departamento de Futebol.

Fonte: Departamento de Futebol.

Paulo Roberto Falcão nasceu em Abelardo Luz, em 16 de outubro de 1953 e começou a marcar sua história no Internacional ainda nas categorias de base. Logo no início da década de 70 mostrava um talento inigualável, e chamou a atenção da comissão técnica. Isso o levou a assumir a titularidade do Sport Club Internacional em 1973. 

Fonte: Sport Club Internacional

Falcão era um meio-campo ofensivo, que impressionava pela quantidade de gols que marcava. Com isso, ajudou o Clube a dominar o futebol brasileiro na década de 70 e levou para casa inúmeras conquistas: Campeonatos Brasileiros de 1975, 1976 e 1979 e os Campeonatos Gaúchos de 1973, 1974, 1975, 1976 e 1978. Foi considerado o melhor jogador do Brasileirão por três campeonatos. 

Fonte: Sport Club Internacional

Fonte: Sport Club Internacional

Fonte: Sport Club Internacional

Fonte: Sport Club Internacional

Falcão já havia sido treinador do Internacional em 1993 e em abril de 2011 assumiu novamente, conquistando o título gaúcho em uma disputa de pênaltis em cima do Grêmio. 

Fonte: Site do Sport Club Internacional

Pela Seleção Brasileira foram 34 jogos, incluindo duas Copas do Mundo: 1982 e 1986. Na Copa de 1982 Falcão foi considerado um dos líderes da equipe que viria a ser considerada uma das melhores já formadas, mesmo não ganhando o título. No período em que jogou pela Seleção marcou 7 gols. 

Fonte: Brasil nas Copas, ZH Publicações.

Além dos títulos conquistados pelo Internacional, Falcão ainda possui os seguintes títulos:

Como jogador: 
Campeão Italiano (1983) - Pelo Roma
Campeonato Paulista (1985) - pelo São Paulo

Como treinador: 
Campeão Baiano (2012) - Pelo Bahia
Campeão da Copa Interamericana (1991) - Pelo América-MEX.
Campeão da Copa dos Campeões da Concacaf (1992) - Pelo América-MEX.

Para saber mais sobre Falcão, clique aqui.


Texto original:
Aline Duarte /Arquivista
Fagner Dornelles de Souza/Historiador

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Em clima de Copa do Mundo: Carlos Caetano Bledorn Verri (Dunga)

Aproveitando a abertura da Copa e a estreia da Seleção Brasileira, e dando continuidade a série de postagens sobre jogadores que atuaram pelo Sport Club Internacional e que também disputaram Copas do Mundo pelas seleções de seus países, o próximo nome da lista é Carlos Caetano Bledorn Verri, mais conhecido como Dunga, o Capitão do Tetra.

A seguir temos a ficha de inscrição de Dunga como atleta amador do Sport Club Internacional:


Fonte: Departamento de Futebol do Sport Club Internacional

Dunga nasceu em 31 de outubro de 1963, em Ijuí-RS. Foi volante do Sport Club Internacional entre 1981 e 1984, e novamente em 1999, sendo Campeão Gaúcho em 1983 e 1984. Além disso, atuou como técnico entre 2012 e 2013, levando a equipe ao título do Campeonato Gaúcho em 2013.

 
Fonte: Sport Club Internacional

Fonte: Sport Club Internacional

Já pela Seleção Brasileira, disputou as Copas do Mundo de 1990, 1994 e 1998, e foi o capitão da equipe que levantou o caneco em 1994. Dunga também foi técnico da Seleção Brasileira entre 2006 e 2010, conquistando a Copa América e a Copa das Confederações.

Fonte: Brasil nas Copas, ZH Publicações.

Além das conquistas citadas anteriormente, Dunga ainda possui os seguintes títulos:

Como jogador:
Campeonato Carioca (1987) - Pelo Vasco
Copa América  (1989) - Pela Seleção Brasileira
Copa América (1997) - Pela Seleção Brasileira
Campeonato Japonês (1997) - Pelo Jubilo Iwata

Como treinador:
Copa América (2007) - Pela Seleção Brasileira
Bronze Olímpico (2008) - Pela Seleção Brasileira
Copa das confederações (2009) - Pela Seleção Brasileira

Para saber mais sobre a trajetória de Dunga, clique aqui.

As postagens Em clima de Copa do Mundo são possíveis graças as pesquisas realizadas pela Equipe de Pesquisa do Museu do Sport Club Internacional Ruy Tedesco, e a colaboração entre o Arquivo Histórico e o Departamento de Futebol. A documentação apresenta a ligação do atleta com o Sport Club Internacional, e mostra como os jogadores eram quando passaram pelo Clube. 

Em breve novas postagens sobre os jogadores que atuaram pelo Sport Club Internacional e que também disputaram Copas do Mundo pelas seleções de seus países. Gostou do post? Deixe um comentário para nós!


Texto:
Aline Duarte 
Arquivista
Arquivo Histórico do Sport Club Internacional

Colaboração:
Yzara Menegaz 
Arquivista
Arquivo Histórico do Sport Club Internacional

Fagner Dornelles de Souza
Equipe de Pesquisa Histórica
Museu do Sport Club Internacional Ruy Tedesco

terça-feira, 10 de junho de 2014

Em clima de Copa do Mundo: Cláudio André Taffarel

Tendo como base um trabalho realizado pela Equipe de Pesquisa do Museu do Sport Club Internacional Ruy Tedesco, o Arquivo Histórico começa hoje uma série de postagens sobre jogadores que atuaram pelo Sport Club Internacional e que também disputaram Copas do Mundo pelas seleções de seus países

A documentação apresentada aqui faz parte do acervo do Departamento de Futebol, e recebe tratamento pela equipe do Arquivo. Esses documentos apresentam a ligação do atleta com o Sport Club Internacional, e mostram como os jogadores eram quando passaram pelo Clube. 

Abaixo temos as fichas de inscrição do atleta amador Cláudio André Taffarel na Federação Gaúcha de Futebol e no Sport Club Internacional:



Fonte: Departamento de Futebol do Sport Club Internacional

Fonte: Departamento de Futebol do Sport Club Internacional

Nascido em 08 de maio de 1966, natural de Santa Rosa-RS, o goleiro Taffarel jogou pelo Sport Club Internacional entre 1985 e 1990. Para saber mais informações sobre a passagem do goleiro pelo Inter, clique aqui.

Fonte: Sport Club Internacional.

 Fonte: Sport Club Internacional.


Entre 1987 e 1998 disputou 123 jogos pela Seleção Brasileira, incluindo 3 Copas do Mundo (1990, 1994 e 1998). Foi Campeão Mundial de Futebol em 1994, onde brilhou defendendo um dos pênaltis na final contra a Seleção Italiana. 

Em breve novas postagens sobre os jogadores que atuaram pelo Sport Club Internacional e que também disputaram Copas do Mundo pelas seleções de seus países. Gostou do post? Deixe um comentário para nós!


Texto:
Aline Duarte 
Arquivista
Arquivo Histórico do Sport Club Internacional

Colaboração:
Yzara Menegaz 
Arquivista
Arquivo Histórico do Sport Club Internacional

Fagner Dornelles de Souza
Equipe de Pesquisa Histórica
Museu do Sport Club Internacional Ruy Tedesco

segunda-feira, 9 de junho de 2014

9 de junho - Dia Internacional dos Arquivos

No dia Internacional dos Arquivos refletimos sobre a importância de preservar e respeitar a memória dos fatos e registros que são as referências da nossa história.


Que possamos todos os dias honrar nossa  missão  de preservar e promover o patrimônio documental do Sport Club Internacional.

Saudações Coloradas!
Equipe do Arquivo Histórico do Sport Club Internacional

sábado, 7 de junho de 2014

terça-feira, 3 de junho de 2014

Colaboração: Ayrton Luiz Balsemão

O Colorado Ayrton Luiz Balsemão resolveu relembrar os tempos de profissional gráfico, passando algumas horas colorindo uma fotografia do time Campeão Gaúcho de 1955. Segundo o próprio Ayrton, essa equipe era o time dos sonhos para ele na infância, por isso a dedicação de colorir a imagem e assim repassar uma visão mais moderna do Esquadrão formado pela equipe de 1955. Além de colorir a imagem, Ayrton ainda colocou a escalação completa na imagem colorida.

Abaixo a imagem original e a colorida por Ayrton:

Fonte: enviado por Ayrton Luiz Balsemão.

Fonte: enviado por Ayrton Luiz Balsemão.

Outra colaboração enviada pelo torcedor foi a edição de uma das fotos utilizadas na imagem de fundo desse blog, assim como a escalação da equipe desta foto. Abaixo o resultado:

Fonte: Arquivo Histórico do Sport Club Internacional.

Fonte: enviado por Ayrton Luiz Balsemão.

Escalação: 
Alfeu, Ivo, Nena, Ávila, Ilmo e Viana;
Tesourinha, Villalba, Adãozinho, Fandiños e Carlitos.

Ayrton já havia colaborado com o Arquivo Histórico anteriormente, o que pode ser conferido clicando aqui.

Colabore você também!